Artigos

[Artigos][bleft]

Notas Musicais

[Notas Musicais][twocolumns]

10 motivos para ler os livros do escritor José Vilela



Sempre gostei de histórias que me causassem incômodo. Mas um incômodo tão grande a ponto de parar e refletir sobre elas. Sempre gostei de livros que me provocassem transtorno mental, afetando o raciocínio, a autocrítica, a compreensão de mim mesmo, das outras pessoas e do mundo em que vivemos.

Esse tipo de leitura me instiga, me faz querer mais, me faz ir além do que está no livro. Nos três anos do blog, tive a grata oportunidade de conhecer escritores com livros que me fizeram sair da zona de conforto como o Fernando Valverde, Grimaulde Gomes, Cesar Luis, Jéssica Paula, Alexandre Loch, Eduardo Szklarz e tantos outros. José Vilela (de Moraes) também entra nesta lista como um dos melhores escritores que tive a oportunidade de conhecer.

Vilela tem muitos livros escritos e eu pude ler três deles: “O Guru da Floresta”, “O Profeta da Irreverência” e “Rapadura é doce, mas não é mole”. Seus livros me provocaram um incômodo indescritível.

Para conhecer mais sobre o autor e suas obras, listei 10 motivos que farão você querer lê-lo o quanto antes:

1.  Quem é apaixonado por literatura sofre por saber que, infelizmente, não é possível ler todos os livros que gostaria ao longo da vida. Entretanto, pelo menos um dos livros do José Vilela deve estar na lista de leitura de todos os leitores, especialmente “O Guru da Floresta”.



2. Esse livro, “O Guru da Floresta”, me incomodou muito. Me incomodou muitíssimo. 11º livro do autor, a obra conta a história do cativante Macaco Pancoso, um guariba-vermelho que nasceu e se criou na mata fechada. A obra proporciona um diálogo incrível entre autor e personagem.

3. “O Guru da Floresta” também esteve presente no vestibular 2015 da UFRR. A obra foi escolhida como leitura necessária para o vestibular 2015 da Universidade Federal de Roraima.

4. “O Profeta da Irreverência” é a continuação da saga do Macaco Pancoso. Outra aventura inquietante do guariba-vermelho que vale a pena ler. Nesta obra,  Pancoso está inconformado com a cegueira de seus compatriotas, por estarem mergulhados na miséria. Uma verdadeira crítica à sociedade atual.



5. Vilela e o seu Macaco Pancoso fazem uma crítica social e política, mas de uma maneira agradável de ler. Corrupção e religião são alguns dos outros temas tratados na obra.

6. Macaco Pancoso é um dos melhores personagens já criados no universo literário. Cativante, ele já te ‘prende’ nas primeiras páginas e conduz a uma incrível viagem.

7. “Rapadura é doce, mas não é mole” é lindo. O livro conta a história do Tamanduá-Bandeira e seus quatro genros: Martim-Pescador, Jacaré, Carrapato e Pica-Pau. O livro é inspirado em um conto indígena.



8. É uma fábula fascinante escrita brilhantemente pelo Vilela que conta com cinco capítulos contando a história de um Tamanduá-Bandeira que decide medir força e inteligência com seus genros, mas acaba se dando mal em suas investidas. As histórias são diferentes, mas se intercalam.

9. A leitura desse livro traz de volta lembranças de nossos tempos de escola. Uma leitura gostosa, divertida, emocionante. Excelente para ser trabalhado com crianças, no processo de desenvolvimento da leitura e da escrita.

10. Por fim, José Vilela é apaixonado por literatura, o ponto de partida para sucesso para qualquer escritor. Com vários livros publicados, o autor é graduado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Federal do Amazonas. Trabalhou como professor na rede pública por aproximadamente dez anos. Também foi repórter, chefe de reportagem, editor e correspondente no interior, tendo trabalhado em jornais, revistas e informativos de empresas e sindicatos. Por falar em sindicato, ele é assessor de imprensa do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Roraima (Sindsep-RR).  

*** Seus livros são encontrados nos sites www.artepraviver.com.brwww.livronauta.com.br ou diretamente com o autor: jvm.autor@gmail.com

O Guru da Floresta, no formato digital (e-book), pode ser encontrado nas Livrarias Cultura e Amazon.com.br 

Obs: Em Boa Vista os livros estão sendo vendidos na Livraria Nobel no Roraima Garden Shopping e na Livraria da Universidade Federal de Roraima (UFRR).
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Um comentário :

  1. Obrigado, João Paulo Silva, pelo seu generoso apoio a literatura amazônica. Eu, Macaco Pancoso e o Tamanduá-bandeira desejamos vida longa pra você! E muito sucesso com esse trabalho amoroso que você faz para divulgar a literatura brasileira!

    ResponderExcluir