Artigos

[Artigos][bleft]

Notas Musicais

[Notas Musicais][twocolumns]

Resenha: "Rapadura é doce, mas não é mole", de José Vilela


De acordo com o Dicionário Escolar da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Letras, fábula é uma pequena narrativa de caráter alegórico, em prosa ou em verso, de onde se tira uma lição moral. Personagens de fábulas são, geralmente, animais que representam tipos humanos.

“Rapadura é doce, mas não é mole” é uma divertida fábula. O livro é curto, tem apenas 48 páginas e é uma produção independente do escritor mato-grossense José Vilela, na segunda edição, lançado em 2016. A primeira foi lançada em 1999.

O livro conta a história do Tamanduá-Bandeira e seus quatro genros: Martim-Pescador, Jacaré, Carrapato e Pica-Pau.

Em cinco capítulos o livro discorre acerca das aventuras do Tamanduá-Bandeira que decide medir força e inteligência com seus genros, mas acaba de se dando mal a cada nova investida, seja na pescaria, na preparação da fogueira, na descida de árvores e/ou na colheita de mel. As histórias são diferentes, mas se intercalam entre si.

No fim, a moral da história é apresentada ao leitor e, claro, você vai ter que ler o livro para descobrir.


Este livro, particularmente, me fez relembrar a escola, as fábulas que eu lia lá na terceira, quarta série. É uma leitura gostosa, prazerosa. Dá vontade de ler e reler. Pode perfeitamente ser trabalhado em sala de aula com alunos, mas também pode ser trabalhada em casa com os filhos. Ajuda a criança a desenvolver a leitura e a escrita, reconhecer gêneros textuais, etc.

O livro pode ser adquirido através do e-mail: jvm.autor@gmail.com, direto com o autor.
Poste um comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :