Artigos

[Artigos][bleft]

Notas Musicais

[Notas Musicais][twocolumns]

RESENHA: "O Vampiro Imperador", de Leonardo Barros



Eu tenho completa aversão a livros que falam sobre vampiros. Já tentei por diversas vezes ler algum livro ou até mesmo ver algum filme sobre esses seres, mas nunca consegui ir até o fim. São muito chatos, os diálogos são cansativos e os enredos são óbvios. Mas, devemos sempre estar abertos a novas possibilidades. Não é mesmo?


Eu já conhecia o autor, Leonardo Barros. Já havia lido e trabalhado seu livro anterior aqui no blog sob o título de “Presságio: o assassinato da freira lua”, e talvez tenha sido esse o grande motivador para que eu pudesse ler “O Vampiro Imperador”. Eu acompanhei o processo de escrita através das redes sociais do autor até o lançamento da obra pela Novo Século Editora, selo principal, aliás. O livro anterior foi lançado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, da mesma editora.

O “Presságio...” foi parceria, ou seja, o autor selecionou meu blog, em enviou o livro, onde eu li e resenhei a obra. “O Vampiro Imperador” não, eu optei por compra-lo, ler e resenhar. E posso dizer que me surpreendi. O livro, infelizmente, não conseguiu mudar minha visão sobre esse tema, mas me motivou a lê-lo até o fim.

A motivação não veio da história em si, mas das referências que ela traz. O texto é incrível, muito bem construído, mas as referências me conquistaram. “O Vampiro Imperador” é ambientado em Roma, no ano 65 d.C, mesclando deuses, fatos históricos, lutas, mistérios, etc.

Na obra, o autor faz referências à comédia antiguerra “Lisístrata”, escrita por Aristófanes, no ano 411. A.C.. Também faz referências ao Teatro de Marcellus, uma edificação da Roma Antiga, considerado o mais luxuoso. Além de fazer referências às liteiras, aquelas cadeiras portáteis, que podem ser abertas ou fechadas e que são suportadas por duas varas laterais., no passado carregadas por mãos humanas ou por animais.



Se você gosta de uma boa história de vampiros com bastante sangue, “O Vampiro Imperador” certamente vai te conquistar. Se você, assim como eu, não curte, mas gosta de uma leitura construtiva, esse também pode ser um livro ideal. Aproveite! 

Quer comprar o livro? Até a data da publicação deste post (16/05/17), a Livraria da Folha está vendendo a obra com o preço mais baixo. Clique e confira. Boa leitura! 
Poste um comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :