Artigos

[Artigos][bleft]

Notas Musicais

[Notas Musicais][twocolumns]

Neste Dia Mundial do Livro, conheça a Capital Mundial do Livro de 2017

Foto: Google


O dia 23 de abril foi proclamado, em 1995, pela organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), como Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, e tem por base as datas de nascimento e de morte do dramaturgo e poeta inglês William Shakespeare (1564-1616) e de nascimento do escritor espanhol Miguel de Cervantes (1547-1616). Por todo o mundo, os Estados-membros da UNESCO celebram o poder dos livros para nos reunir, e transmitir a cultura dos povos e seus sonhos de um futuro melhor.

O título Capital Mundial do Livro é um título agraciado pela UNESCO e por grandes representantes da indústria editorial mundial - Associação Internacional dos Editores (IPA), Federação Internacional de Vendedores de Livros (IBF) e Federação Internacional das Associações e Instituições Bibliotecárias (IFLA) - a uma cidade em reconhecimento da qualidade dos programas de promoção do livro e da leitura e dedicado a toda a indústria do livro.

A cidade nomeada é escolhida para ser a Capital Mundial do Livro entre os 12 meses que separam as celebrações do Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, comemorado em 23 de abril.

Conacri é a capital Mundial do Livro em 2017.

A cidade de Conacri foi nomeada a Capital Mundial do Livro para o ano de 2017. A decisão foi tomada por um comité de especialistas internacionais reunidos na sede da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, em Paris.
Segundo o organismo, a capital da Guiné-Conacri enviou um programa com muita "qualidade e diversidade, com foco especial no envolvimento das comunidades".

Metas

Ao apresentar a candidatura para ser Capital Mundial do Livro, Conacri também enviou um orçamento estruturado e "metas claras, com forte ênfase nos jovens e na alfabetização".
A diretora-geral da Unesco apoiou a escolha do comité e destacou que "livros, leitura e aprendizagem são as chaves para a vida humana". Irina Bokova notou o "forte investimento da Guiné-Conacri em promover os livros e a alfabetização".

Desenvolvimento

Para Bokova, o país "tem uma visão clara da cultura e da educação como motores do desenvolvimento e da recuperação", esforços apoiados pela Unesco.

Eventos

Com a decisão, a partir de 23 de abril de 2017, quando for celebrado o Dia Mundial do Livro, Conacri vai acolher durante um ano vários eventos para promover os livros e a leitura, com a participação de editores e escritores.
Este ano, a Capital Mundial do Livro é Incheon, na Coreia do Sul, e para 2016, a cidade escolhida foi Wroclaw, na Polónia.

Anualmente, a Capital Mundial do Livro é selecionada por organizações internacionais que representam vários sectores da indústria literária: Associação Internacional das Editoras; Federação Internacional dos Livreiros e Federação Internacional das Associações de Bibliotecas.

Fonte: Rádio ONU


Poste um comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :