Artigos

[Artigos][bleft]

Resenhas

[Resenhas][twocolumns]

Conheça o ‘Jardim-Pomar’, álbum mais recente do Nando Reis



Jardim-Pomar é o oitavo álbum de estúdio do cantor e compositor Nando Reis, tendo sido gravado em São Paulo e Seattle, no estado norte-americano de Washington. O álbum traz letras que tratam de morte, , ausência de Deus e paixões.

Este é o primeiro álbum de inéditas depois de um período de quatro anos e o mesmo demorou aproximadamente um ano para ficar pronto. Talvez seja este o disco mais completo, mais complexo e mais reflexivo de sua carreira.

O disco foi trabalhado com muito cuidado pelo artista e é composto por onze faixas totalmente inéditas – “Concórdia” é uma exceção, pois já foi gravada por Elza Soares com participação do próprio Nando. As gravações começaram em Seattle, nos Estados Unidos, e foi finalizado em São Paulo. A produção ficou por conta de Jack Endino, que já havia produzido o álbum anterior, “Sei”, e Barrett Martin, com quem já havia feito parcerias no passado.

O disco começa com a animada e reflexiva “Infinito oito”, seguida da questionadora “Deus Meu”. “Inimitável” é uma das minhas preferidas do álbum, onde há a exaltação do dever de aproveitar a vida. Uma verdadeira filosofia de vida:

“Cada pessoa é um indivíduo
A diferença é que nos faz iguais
Mesmo que a gente pense parecido
Nem sempre é possível a gente
Concordar”

“4 de Março” e “Só Posso Dizer”, respectivamente, são duas belas declarações de amor que o Nando interpreta de forma brilhante.

O disco segue com “Concórdia”, sexta canção, que toca por ser, talvez, a mais reflexiva, tratando de sentimentos mais profundos. “Azul de Presunto”, tem um refrão reforçado por Theo Reis, Sebastião Reis, Arnaldo Antunes, Branco Mello, Sérgio Britto, Paulo Miklos, Pitty, Luiza Possi, Tulipa Ruiz e Zoe Reis, que dividem o microfone com Nando e cantam:

“Sou ou não sou
Eu não sei mais lembrar quem eu sou
Sou o que sou
E ninguém vai dizer quem eu sou”

“Lobo Preso em Renda” é poesia pura e com pura intensidade. Cabe ao ouvinte encontrar significados nela e entendê-los.

Em seguida, vem “Pra Onde Foi”, “Como Somos”, “Água Viva”, “ Pra Musa” e uma faixa bônus: “Só Posso Dizer”, gravado em Seattle.

Nando Reis é o autor de todas as letras de Jardim-Pomar e o álbum é um trabalho totalmente independente lançado pelo selo Relicário no dia 11 de novembro de 2016, além de também estar disponível nas plataformas digitais, em CD, vinil e k7 e aplicativos de música como o Deezer. “Só Posso Dizer” foi o primeiro single, lançado em 16 de setembro de 2016. Jardim-Pomar é uma verdadeira reflexão sobre a existência, sobre a vida, sobre Deus, sobre a fé e sobre aa morte. A capa do álbum é assinada pela artista plástica Vânia Mignone. Ela pintou um retrato do próprio Nando, vide imagem acima.


“Se vamos todos morrer
Então vamos tratar de viver


Poste um comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :