Artigos

[Artigos][bleft]

Resenhas

[Resenhas][twocolumns]

[Resenha] "Lembranças de uma Vida", de Rudy Rossi



E se você fizesse um álbum de fotografias com os melhores momentos da sua vida? Certamente as lembranças teriam um tom diferente e saudoso. Não é mesmo? Ver e rever fotos com os inesquecíveis amigos de outrora, aquele flash do primeiro beijo, a imagem do primeiro passo do primeiro filho, os risos de tempos alegres.... Se você possui um álbum de fotografias, você sabe do que estou falando e possivelmente sente a alegria das lembranças de uma vida. Mesmo se você não possuir um álbum, certamente, todas as lembranças estão guardadas dentro do seu coração e sempre que necessário você se tranca dentro dele e revive cada momento com intensidade. Você percebe que a vida que você viveu valeu a pena.

Não! O Livro “Lembranças de uma Vida” não é um álbum de fotografias, mas quem disse que um álbum precisa ser especificamente de fotos? Este é um livro que contém as lembranças da vida intensa de Phelipe, um escritor que opta pelo mundo virtual ao mundo social, mas que nem por isso deixou de ter uma vida social. Durante a sua jornada, o escritor percorre um caminho tortuoso à beira da loucura.

Movido pela curiosidade e também pela influência de amigos, Phelipe decide experimentar uma nova vida. Uma vida livre do tédio, dos problemas, das preocupações. Uma vida tão viciante que é capaz de fazer com que algumas pessoas a aproveitem mais do que uma simples vida. A mistura de emoções e sensações é o que torna esta nova vida intensa para o jovem. Uma vida aparentemente imortal. Aparentemente.

Uma vida cheia de prazer, mas não para qualquer um. Não importa o modo, uma das coisas boas desta vida, definitivamente, é o prazer. Uma satisfação que a vida comum ainda não oferece de forma gratuita, ou pensamos que não. Uma sensação de desprendimento, coragem, esquecimento, euforia, indiferença.... É uma pena que tudo isso seja algo passageiro. Logo, essa vida traiçoeira abandona Phelipe e ele se vê preso no mundo real e a dor, que foi retardada, volta com força total. O rapaz se dá conta disso e tenta fugir de todas as formas.

De repente, ele olha para o céu e percebe que estava tudo cinza. Sua vida está cinza. Começa a perceber que toda a graça da vida havia se perdido e a escuridão se apossou da luz que iluminava a sua vida. Tranca-se no quarto. Sua mãe sofre junto. E como mãe é sempre mãe, não abandona o filho amado. O escritor para de escrever, as páginas seguintes ficaram em branco, tornou-se ausente, quase invisível. Naquele momento percebeu as perdas e danos que sofreu por querer viver uma vida que não era sua. Viu-se preso, perdido, desnorteado, sem um caminho a seguir, encurralado em um verdadeiro inferno.

E como a esperança é a última que morre, eis que a liberdade bate à sua porta. As emoções do primeiro dia gozando a nova vida, a vida que de fato era a sua, estava apenas começando. A nova jornada de Phelipe, a partir daí, tornou-se épica. Foram sete meses de luta para reconquistar tudo aquilo que havia perdido. Um chamado da mais alta das montanhas deu forças e coragem ao jovem escritor e musicista para buscar das mãos do inimigo aquilo que ele roubou de Deus.

Um dia sentiremos saudades de um passado distante, ou não tão distante assim. E, talvez em uma manhã de domingo fria e chuvosa, quando o cachorro parar de latir, quando o carnaval acabar, quando a primavera partir, todas essas lembranças também partirão. Mas antes, faremos uma grande viagem pela nossa memória nos lembraremos dos amores que deixamos pelo caminho, das burradas que a juventude nos permitiu cometer, daquela canção que não foi composta. Olharemos pela janela da alma e lembraremos de tudo o que vivemos e de tudo o que deixamos de viver. Perceberemos que o mundo é muito vasto e as nossas vidas são insignificantes diante da imensidão do universo. Tudo muda a todo instante. Pessoas nascem e morrem. Passamos por momentos de tristezas e de alegrias. 

O livro termina com um presente de Rudy Rossi e Gisiéle Gargioni: deliciosos poemas para aumentar a chama do seu coração. Os poemas tratam a respeito de vários temas, como amor, felicidade, a força de um olhar, vida, sonhos, liberdade, saudade e tantos outros. 


Sobre o Livro:

Título: "Lembranças de uma Vida"
Autor: Rudy Rossi
Ano: 2014
Revisão: Rudy Rossi e Gisiéle Gargioni
Produção Independente
Baseado em fatos reais
Número de Páginas: 122


Onde Comprar?
O livro pode ser adquirido por duas formas: contato com o escritor pelo Facebook ou através da sua FanPage. É só clicar em uma das imagens abaixo:

  




Rudy Rossi nasceu em 20 de Outubro de 1972, na cidade de Rio Claro/SP, onde reside até os dias atuais. 

É formado em Técnico de Hardware e em alguns cursos complementares nesta mesma área. Estudou música durante 08 anos. Seus instrumentos preferidos são o piano e o saxofone. Apresentou-se como tecladista durante alguns anos na cidade de Rio Claro e arredores. 

Atualmente trabalha como técnico de computadores e se dedica à nossa querida e amada Literatura Brasileira. Aliás, ele resolveu seguir a carreira de escritor, pois sempre foi apaixonado pela Literatura e desde muito jovem gostava de escrever versos, poemas e criar histórias para seus filhos.

Além do seu perfil pessoal e da sua fanpage que mencionei acima, Rudy Rossi também está em:

                                             




Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Um comentário :

  1. Meu amigo João Paulo. primeiro quero te dizer que eu tenho uma admiração pelo seu trabalho que é simplesmente maravilhoso. Muito obrigado pela resenha. Não tem alegria maior do que levantar da cama e se deparar com tudo isso... Sou eternamente grato a você por tudo que você vem fazendo por mim e agora pela nossa equipe MICRO EDITORA R.R. Muito obrigado meu querido .. Feliz de mais .. Ótimo dia pra você.

    OBRIGADO OBRIGADO E MUITO OBRIGADO. Amei a sua resenha ..

    ResponderExcluir