Artigos

[Artigos][bleft]

Notas Musicais

[Notas Musicais][twocolumns]

O Viajante das Estrelas entrevista o autor Fernando Valverde



Fernando Valverde nasceu em maio de 1976, em São Caetano do Sul, Grande São Paulo. É escritor, letrista e produtor musical, onde atua principalmente na área da dublagem. Desde muito cedo desenvolveu um grande fascínio por romances filosóficos, ficção e história. Seu estilo literário aborda temas políticos, religiosos e sociais, navegando também pelo mundo da criatividade e da imaginação.

O Viajante das EstrelasÉ uma honra poder entrevistá-lo, Fernando. Desde já, agradeço por ter aceitado o convite. Vamos começar! Conte-nos um pouco sobre você. Quem é Fernando Valverde?

Fernando Valverde: Sou compositor e produtor musical de profissão; escritor, sou de paixão.

O Viajante das Estrelas: Quando você descobriu a paixão pelo universo das Letras?

Fernando Valverde: Eu era muito novo, isso foi nos anos 1980. Tornei-me fã dos livros da Série Vaga-Lume e depois disso, nunca mais parei ler.

O Viajante das Estrelas: Seu estilo literário aborda temas políticos, religiosos e sociais. O que te motiva a escrever sobre esses temas?

Fernando Valverde: Desde muito jovem, dediquei meu tempo a ouvir pessoas. Amigos, amigos dos amigos e as vezes até estranhos. Ouvir de que forma? Problemas em família, de relacionamentos, saúde etc., tornaram essas pessoas alvo do que eu chamo de: colégio de pensadores. Gosto muito de ouvir as pessoas. Eram momentos de reflexão teológica envolto à uma forte influência filosófica. Estes momentos renderam-me uma bagagem muito abrangente de informação e histórias, quase sempre reais. Era como um divã, e neles abordávamos assuntos de convívio, espiritualidade e até religião. Li bastante sobre esses temas, sou um grande apreciador dos assuntos da vida.   

O Viajante das Estrelas: Vamos falar um pouco sobre o seu livro. De onde surgiu a inspiração para escrever “O Vitral”?

Fernando Valverde: Alguns amigos tiveram forte influência no início da escrita desta obra, e a maioria foram aqueles de quem eu me aproximei nos momentos de reflexão - colégio de pensadores. Seus dramas, as superações, derrotas, vitórias, a mística dos relacionamentos, foi o grande ponto de partida para a minha literatura.   

O Viajante das Estrelas: Muitas vezes, pode ser complicado para escritores, novos escritores, conseguir uma editora para publicar seu sonho, seu livro. Você encontrou alguma dificuldade para publicar o seu livro? Como surgiu a parceria com a Editora Novo Século?

Fernando Valverde: Sou muito feliz em dizer que não houve dificuldade. Quando a obra chegou à editora, não demorou muito quando o visionário Cleber Vasconcelos retornou. A parceria foi acertada rapidamente e logo começamos os trâmites da publicação.

O Viajante das Estrelas: Addae Emussen, como surgiu a inspiração para a criação deste personagem incrível e sensível?

Fernando Valverde: Eu precisava descrever algumas das belas experiências que ouvi e vivi. Anos de busca e convívios com pessoas que se encontraram nesta mesma jornada, revelaram um perfil humano atraente e forte. Foi quando surgiu o Addae, que é uma síntese do buscador, do humano livre que deseja permanecer no caminho da comunhão com os homens e com toda a criação.   

O Viajante das Estrelas: Como podemos retirar o véu que cobre nossos olhos para que, assim como Addae, possamos descobrir o que há além do vitral?

Fernando Valverde: O desejo de amar e se encontrar neste emaranhado de possibilidades. O Vitral é mais do que um conto, é uma sugestão, um convite. É a vontade de ver além do que os olhos podem enxergar. É ser intuitivo, disponível e corajoso, como é o nosso querido personagem, Addae Emussen.    

O Viajante das Estrelas: Qual o conceito de fé e religião para você?

Fernando Valverde: Uma das formas de  entender a fé e a que mais me agrada, é o que vemos em seu sentido etimológico, que no grego pistia, indica a ideia de acreditar, e no latim fides, sugere a atitude de ser fiel. Logo, ter fé é ser fiel às suas convicções mais profundas. Existe uma verdade absoluta, e esta precisa ser descoberta. Logo, fé é ser fiel a essa descoberta, pois nela está revelado o Eterno, o sentido de tudo. Religião ou religiões, são as formas como tentamos interpretar essa realidade. 

O Viajante das Estrelas: Há planos para escrever outros livros? Conte-nos um pouco sobre seus projetos futuros.

Fernando Valverde: A obra O Vitral, em minha concepção, será uma trilogia. Já estou escrevendo o segundo. 

O Viajante das Estrelas: Onde podemos comprar o seu livro? Convide os leitores do blogue para ler o seu livro.

Fernando Valverde: Livraria Cultura, Saraiva, Folha, Amazon etc.. Você pode encontrar o livro para venda online em diversas livrarias, enquanto o físico, está nas principais. É possível adquirir seu exemplar com dedicatória e marca página através do link: http://todaoferta.uol.com.br/comprar/livro-o-vitral-ASU5ZA0R0G#rmcl

O Viajante das Estrelas: Chegando ao final da nossa entrevista, O Viajante das Estrelas gostaria de agradecer a sua participação aqui no blogue. Foi muito bom conhecer um pouco sobre você. Para finalizar, deixe uma mensagem para os leitores do blogue.

Fernando Valverde: Quero agradecer a recepção de todos vocês. Como muitos já disseram, O Vitral é um livro denso e profundo. Eu acredito que, quando escrevemos um livro, ele é destinado a um público não identificado, ou seja, livro não é comercial, é uma troca, você não sabe para quem está escrevendo. O dádiva nisso tudo é que as pessoas pela qual esta obra foi destinada, está aparecendo, tomando forma, e para o meu alívio, são muitas! Fico feliz por ter tanta gente buscando a verdade, pois somente ela pode nos libertar. 
Continuemos juntos, é o que desejo àqueles que já leram O Vitral. Boa viagem é o que desejo aos que ainda vão ler.
Paz profunda a todos!  


Ficha Técnica:

Título: "O Vitral"
Edição: 
Gênero: Ficção Fantasiosa - Literatura Nacional
Editora: Novo Século
Número de Páginas: 376

Você também vai gostar de ler:
(É só clicar na imagem)





Poste um comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :