Artigos

[Artigos][bleft]

Notas Musicais

[Notas Musicais][twocolumns]

O Tempo



Eu tinha dezoito anos quando o tempo me deu um tapa na cara pela primeira vez, fazendo com que eu percebesse a brevidade do meu vigor. Até então, eu não havia notado que já havia se passado tanto tempo desde que eu assisti pela primeira vez a história de uma família de ursos carinhosos que ajudavam as pessoas a trocarem bons sentimentos, e protegerem a Terra das sombras do mal e do temido vilão Coração Gelado, que tentava a todo custo acabar com o amor. De repente, eu estava iniciando o processo de alistamento militar. Um choque!





Os cálculos de tempo na minha mente em relação às impressões gravadas em mim, me denunciavam os extremos de ser, de existir, de viver a vida. Me recordo de ficar em casa assistindo a novela "Sonho Meu" e viajando com aquela abertura propícia para instigar a imaginação. Aliás, imaginação sempre foi o meu mundo. O tapa que o tempo deu em mim, me fez perceber que o tempo mais feliz da minha vida havia passado e era hora de viver o mundo real. Vida real.





Hoje, com 28 anos, eu não vivo de fantasia, mas continuo a imaginar. EU VIVO SEMPRE NO MUNDO DA LUA. Não vivo de passado, mas tenho minhas memórias e minhas saudades de um tempo tão bom em que tudo era tão bom. E mesmo que a vida tente me amedrontar, a esperança me faz acreditar que um futuro melhor ainda está por vir. No presente é onde eu vivo agora, onde eu sinto emoções intensas. O tempo passou, a vida mudou, meu corpo se transformou, mas as faíscas da eternidade estão presentes dentro de mim.

Permita-se viver o seu tempo atual com bastante intensidade para que não tenha um futuro de arrependimentos. O tempo passa depressa, mas deixa lembranças de um tempo inesquecível. Se um dia eu não puder mais me lembrar, é porque o meu tempo chegou ao fim. É porque chegou a hora de voltar às estrelas. 

Foto: Google
Vídeos: Youtube

Poste um comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :