Artigos

[Artigos][bleft]

Resenhas

[Resenhas][twocolumns]

"Na Ilha do Sol"

Informações Técnicas:

Título: PEDRAS NEGRAS
Título Original: PEDRAS NEGRAS
Autor: Cesar Luis
Gênero: Literatura Brasileira
Editora: Editora Filhos do Vento
Páginas: 371
Projeto Editorial: Mônica d'Olliveira
Revisão: Mônica d'Olliveira
Projeto gráfico, capa e editoração: Vladmir de Oliveira
ISBN: 978-85-67705-07-1





É ótimo quando um velho tema parece surpreendentemente novo nas páginas de um livro. O romance que estou lendo agora trata dos impérios Tiahuanaco e Inca.

Irrigação. Pirâmides. Mapas tão precisos quanto os atuais. Com certeza, no que se refere a civilizações antigas, tudo isso é incrível. O melhor, entretanto, é quando registros deixados por culturas muito diferentes coincidem.

O que dizer, por exemplo, se o Dilúvio Bíblico também figurasse numa das mais antigas narrativas pré-colombianas?

Todo mundo sabe que Vênus, a deusa romana da beleza e da fertilidade, tem a sua equivalente grega, Afrodite. E se existisse uma divindade correspondente na cultura inca? Não seria impressionante?

Acredite: ela existe! Orejona, que teria descido numa ilha do Lago Titicaca – a Ilha do Sol – e que seria a responsável pelo povoamento do mundo, atende muito bem ao requisito.

De acordo com os relatos, ela chegou a bordo de uma nave (ou barca celestial) dourada e conheceu o Rei dos Tapires (tapir ou anta) com quem se deitou e teve setenta filhos. Assim, nasceu o grande Império de Tiahuanaco.

Das margens do Titicaca, este império alcançava as terras do que hoje são a Bolívia, o Chile e o Peru. Tiahuanaco deu origem ao Império Inca.

Um evento psíquico. Um livro misterioso dentro do livro.


Em Pedras Negras, romance de Cesar Luís, registros antigos e velhas lendas – como a que trata de Atlântida e o seu misterioso sumiço – apresentam-se num intrigante entrelaçamento. Fernando Eastman, Rico e Lia tentam desenrolar uma emocionante trama andina. 





Trailer Book Pedras Negras:



Para comprar o livro, clique na imagem abaixo:



Poste um comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :