Artigos

[Artigos][bleft]

Resenhas

[Resenhas][twocolumns]

O uso dos "porquês" - por João Paulo




Na língua portuguesa, existem quatro tipos de "porquês". Eles são utilizados em ocasiões diferentes. Veja a diferença entre eles:

Por que (separado sem acento):

Usa-se esta forma para iniciar perguntas:

Por exemplo: Por que você não foi trabalhar hoje? 

Podemos trocar o "por que" por "por qual motivo", sem alterar o sentido:

Por exemplo: Por qual motivo você quebrou o copo? Por que = por qual motivo.

Porque (junto sem acento):

Utilizamos esse formato para responder perguntas.

Por exemplo: Não fui trabalhar porque estava doente. 

É possível trocar o "porque" por "pois", sem alterar o sentido. 

Por exemplo:  Fiz isso pois era necessário. Porque = pois.

Por quê (separado com acento):

Utiliza-se o "por quê" em final de frases ou sozinho:

Por exemplo: Sabemos que você não compareceu à reunião, por quê?
Não entendo por quê.

Porquê (junto com acento):

Essa forma é utilizada quando o "porquê" tem função de substantivo. 

Por exemplo: Se ele fez isso, teve um porquê (motivo). 
Quero saber o porquê da sua demora.

Poste um comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :