Artigos

[Artigos][bleft]

Notas Musicais

[Notas Musicais][twocolumns]

Paciência é uma virtude!


A palavra paciência derivada do Latim “Pace” que significa paz e “scientia” que significa conhecimento, ou seja, paciência significa "o conhecimento da paz". 

Essa é a lição mais importante: paciência é uma virtude que nos traz a paz. Paciência é uma palavra muito além da nossa compreensão. Se uma de nossas ações tem um final negativo, é só acreditar num outro final alternativo.

A verdade é que, nos dias atuais, são poucas as pessoas que possuem esta sublime virtude e isso é a causa de muitos problemas de origem física e psicológica. Na questão física,  a falta de paciência afasta pessoas, dificulta o convívio com os familiares e filhos, torna a relação conjugal impossível de prosseguir e mantém viva a expressão de irritação na face. Já na questão psicológica, a falta de paciência provoca alterações de humor, insônia noturna e sonolência diurna, desânimo, dificuldade de concentração, ansiedade. 

Dalai Lama, diz que "aprimorar a paciência requer alguém que nos faça mal e nos permita praticar a tolerância". Assim, paciência e tolerância caminham sempre juntas e a paciência é justamente o sentimento que nos faz suportar as coisas ruins ou desagradáveis. É sinônimo de autocontrole e disciplina. É saber controlar o impulso natural que muitas vezes nos leva a tomar atitudes que fogem ao nosso padrão moral e de nosso controle. A paciência é um dos pilares que muita gente boa julga que não tem, por ser explosiva e muitas vezes perdem o controle. Mas há algo que devemos realmente analisar e refletir, quantas pessoas controlam sua explosividade e perda de controle com seu semelhante?

É engraçado, existem situações em que a impulsividade é controlada e o acesso de raiva e explosão é controlável. Um exemplo disso, é quando nos submetemos a pressão de alguém que é nosso superior hierárquico. Há outras situações em que a impulsividade é totalmente descontrolada e e a explosão é inevitável. Um exemplo: o trânsito! O trânsito é uma arma letal e possui uma mira certeira para atingir a nossa paciência. 

Era uma vez, numa movimentada avenida da Cidade de São Paulo, um senhora de 85 anos, sem memória, sem lar, sem perspectiva, sem paciência, vivia sentada ou engatinhando embaixo do viaduto onde morava. Por muitos anos, seu esporte favorito era a falta de paciência. Maltratava com atos e palavras, seus amigos, seus filhos, seus empregados...  Um dia ela foi vítima de seu próprio sentimento o foi abandonada em um asilo por aqueles que eram seus filhos. Com o passar do tempo, o asilo não teve condições de cuidar da senhora, pois ela ainda era totalmente impaciente e vivia humilhando aqueles que queriam ajudá-la. Nas ruas, ela foi duramente atacada pela falta de paciência daqueles a quem pedia ajuda. Os cachorros, ao se aproximar dela, rosnavam ferozmente e a todo custo queriam atacá-la. Em certo momento de sua existência, a senhora deparou-se com um senhor, que também viva nas ruas, e ele perguntou: 

- Minha jovem senhora, por que tamanha falta de paciência?

A senhora respondeu com frieza: - Porque sim! Por que a vida é assim. Veja o meu destino: morando nas ruas, abandonada a própria sorte.

Então, o senhor respondeu com um semblante tranquilo: - Se a senhora não está suportando toda essa situação, imagina as pessoas que estiveram ao seu lado durante a vida.

Neste caso, podemos observar o ditado: "Cedo ou tarde, recebemos o que fazemos aos outros."
Quanto à paciência, costumamos relevar os nossos próprios desvios de conduta (e isto quando os reconhecemos...), mas somos implacáveis com os dos outros. De fato, abandonar um mau hábito para seguir o hábito correto é uma tarefa que exige esforço e pode durar meses ou anos... Deixar de ser impaciente para tornar-se paciente é difícil, mas não é impossível.

Conclusão:

Paciência é a virtude de manter um controle emocional equilibrado, sem perder a calma. Consiste basicamente na tolerância a erros ou fatos indesejados. É a capacidade de suportar incômodos e dificuldades de toda ordem, de qualquer hora ou em qualquer lugar. 


Poste um comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :